Confrontos deixam quase 200 mortos no Sudão

Rebeldes e policiais entraram em confronto na última quinta-feira (13) no Sudão

Quase 200 rebeldes e policiais morreram em dois confrontos na última quinta (13) e nesta sexta-feira (14) na região de Darfur, no Sudão, informou neste sábado (15) um porta-voz do Exército do país.

Em entrevista coletiva, um tenente-coronel do Exército anunciou que as forças militares conseguiram assumir o controle da principal base do grupo rebelde Movimento de Justiça e Igualdade (MJI).

O porta-voz disse que a base de Jabal Mun, localizada no norte de Darfur, foi tomada na operação, que deixou 108 rebeldes mortos.

- Liberamos Jabal Mun do controle do MJI, matamos 108 rebeldes, fizemos 61 prisioneiros e nos apoderamos de 16 carros e três grandes caminhões.

Em outro incidente, informado pelo porta-voz da polícia sudanesa, Mohammed Abdel Meyid al-Tayyip, 63 insurgentes e 27 policiais sudaneses morreram em um ataque do MJI a um comboio militar na estrada que une as cidades de Aldain e Niala, em Darfur.

O oficial explicou que as forças de segurança escoltavam um comboio de dez caminhões durante a noite da última quinta-feira quando foram atacados por um "grande número de rebeldes". De acordo com o porta-voz, entre os insurgentes mortos estão três importantes chefes do grupo.

No início de maio, o MJI anunciou a retirada da mesa de negociações com o governo do Sudão devido a supostos combates iniciados no reduto rebelde.

Em fevereiro, o MJI e o governo assinaram um acordo que incluía um cessar-fogo, mas que após vários enfrentamentos passou a ser ignorado. Há três dias, a missão conjunta da ONU e da União Africana em Darfur (Unamid) advertiu que a tensão na região aumentou depois que o governo sudanês e os rebeldes concentraram forças na região.

A guerra de Darfur, que eclodiu em 2003, já deixou 300 mil mortos e obrigou 2,7 milhões de pessoas a abandonar suas comunidades de origem, segundo dados da ONU.

Fonte: r7