Corte italiana condena Berlusconi a um ano de trabalho comunitário

Corte italiana condena Berlusconi a um ano de trabalho comunitário

Decisão seguiu recomendação de promotor do caso do ex-premiê

Uma corte italiana determinou que o ex-primeiro-ministro italiano e magnata das comunicações Silvio Berlusconi cumpra um ano de serviços comunitários como sua pena pela condenação por fraude fiscal, informou uma fonte legal à agência Reuters. A realização de serviços comunitários havia sido recomendada pelo promotor do caso.

O trabalho voluntário deverá ser realizado em um centro para idosos pelo menos uma vez por semana e não menos do que quatro horas. O local onde ele prestará os serviços fica próximo de Arcore.

A corte ainda determinou uma restrição de viagens para o ex-premiê - ele não poderá sair da Lombardia, onde mantém sua principal residência, com exceção para viagens a Roma entre as terças e quintas-feiras.

Os advogados do ex-premiê consideraram a decisão satisfatória, considerando-se as necessidades políticas de seu cliente.

Berlusconi foi condenado em agosto do ano passado por fraude fiscal a quatro anos de prisão, reduzidos a um graças a uma anistia.

Advogados do magnata da mídia haviam pedido que seu cliente cumprisse a sentença ajudando em uma casa para pessoas com deficiência.

Berlusconi poderia, em teoria, ser mandado para a cadeia ou colocado sob prisão domiciliar, mas, uma vez que tanto o promotor quanto seus advogados defendem que ele cumpra serviço comunitário, o que representa maior liberdade de movimentos.

Fonte: G1