Cratera de 40 metros de profundidade aparece no centro da Grã-Bretânia

Colapso de galerias de antiga mina pode ter aberto buraco; autoridades alertam que público deve manter distância por razões de segurança.

Uma enorme cratera surgiu "inesperadamente" em uma cidade de Peak District, no condado de Derbyshire, no centro da Grã-Bretanha.

O buraco, que segundo testemunhas tem 49 metros de largura e 40 metros de profundidade, se abriu na cidade de Foolow.

Autoridades do Parque Nacional de Peak Disctrict alertaram que membros do público devem ficar longe do local por razões de segurança. Segundo a proprietária do terreno, a mineradora British Flourspar, a cratera foi provocada por atividades de mineração na região.

A mineradora recebeu ordens para estabilizar o buraco e cobri-lo.

Segundo uma autoridade local, a British Fluorspar acredita que o colapso de galerias de uma antiga mina tenha provocado a cratera.



"Toda as vezes em que chove o solo se enfraquece", disse John Lomas, do Parque Nacional.

O espeleólogo Mark Noble, de Eyam, contou que fazia uma caminhada na região no dia de Natal quando se deparou com a cratera. O especialista em cavernas acredita que a fenda começou a se abrir no dia anterior.

"É um buraco enorme que cresce a cada dia. Parece que aumentou pelo menos 10% desde que se abriu", avalia.

"É interessante, mas há duas crateras semelhantes que se abriram perto daqui nos anos 70, então não é grande novidade", disse.



Fonte: G1