Criança mata, por acidente, seu instrutor de tiros nos EUA

Criança mata, por acidente, seu instrutor de tiros nos EUA

Uma menina de nove anos de idade acidentalmente matou um instrutor de tiro que a ensinava a usar uma submetralhadora Uzi, reporta o Telegragh nesta quarta-feira. Na tarde desta terça, Charles Vacca estava mostrando a jovem como disparar a arma em um campo de tiro ao ar livre em White Hills, no estado americano do Arizona, quando a garota acionou o gatilho. Os tiros atingiram Vacca na cabeça e ele não resistiu aos ferimentos.

A menina teve sua identidade preservada e passará por um acompanhamento psicológico para tratar do trauma provocado pelo acidente. Em um comunicado, o xerife do condado de Mohave confirmou que o instrutor, um ex-militar de 39 anos, foi levado para o Centro Médico da Universidade de Las Vegas, onde mais tarde foi declarado morto. Um vídeo divulgado pela polícia [confira abaixo] mostra a menina com um rabo de cavalo e usando shorts rosa sendo instruída por Vacca como atirar com a arma de fabricação israelense.

No vídeo é possível ouvir o instrutor dizendo para a menina: "está tudo bem, é totalmente automático", pouco antes de ser atingido. Sam Scarmardo, gerente do campo de treinamento de tiros, disse à NBC News que "a prática na maioria dos campos da região é autorizada para crianças a partir de oito anos de idade e com a supervisão dos pais". Descrevendo Vacca como um "grande cara, com um grande senso de humor", Scarmardo disse ter certeza que a fatalidade foi um acidente raro, pois o instrutor era "muito consciente e muito profissional".

É ilegal para menores de 18 anos a utilização de uma arma no Arizona, mas a regra não se aplica em propriedades privadas ou se o jovem é acompanhado por um dos pais ou um instrutor certificado. O acidente pode reacender o debate sobre um maior controle na venda de armas nos Estados Unidos, um tema sempre presente na sociedade americana, mas delicado do ponto de vista político. Ronald Scott, um especialista em segurança de armas de fogo disse: "Não se pode dar a uma garota de nove anos de idade uma submetralhadora Uzi e esperar que ela controle essa arma tão poderosa. Foi uma irresponsabilidade”.

O estande de tiro chamado Last Stop fica em uma rodovia e a placa publicitária afirma que é o “último lugar onde os viajantes podem comprar alimentos e combustível em seu caminho de Las Vegas para o Grand Canyon”. A placa também convida os visitantes a "disparar uma metralhadora na última parada do Arizona". De acordo com o site do Last Stop, o local também realiza o ‘Burgers and bullets day” (dia dos hambúrgueres e balas, em tradução literal). Neste dia, o cliente que comprar um determinado lanche do menu pode escolher uma entre vinte armas automáticas para atirar.

Fonte: Brasil Post