Crianças são resgatadas com vida após queda de prédio na Índia

Crianças são resgatadas com vida após queda de prédio na Índia

Bebê de 10 meses foi encontrado 29 horas após desabamento. Criança de 4 anos também foi retirada nesta sexta; 72 pessoas morreram.

Duas crianças foram resgatadas com vida nesta sexta-feira (5) dos escombros do desabamento de um prédio na Índia, mais de um dia após o acidente. No total, 72 pessoas morreram na queda do edifício. As operações de resgate foram encerradas neste sábado (6).

Sandhya Thakur, de 4 anos, foi resgatada na manhã de sexta. Ela foi levada para o Thane Civil Hospital, onde foi medicada e atendida por assistentes sociais, segundo a rede de TV local "NDTV". A menina estava consciente e conseguiu informar seu nome aos médicos. Sua mãe foi levada ao hospital duas horas depois da chegada da menina, mas morreu. Seu pai e irmãos estão desaparecidos.

A menina ficou dezenas de horas enterrada sob os escombros, e não conseguia abrir seus olhos após o resgate. Ela passou por exames de raio-X para determinar se ela sofreu alguma fratura.


Crianças são resgatadas com vida após queda de prédio na Índia

A outra vítima resgatadas com vida é uma menina de 10 meses, que foi retirada dos escombros 29 horas após o acidente. Seus pais não foram encontrados. Chamada de Gudiya pela equipe do hospital, a menina passava bem neste sábado e seguia sendo monitorada pelos médicos.

Outras 62 pessoas ficaram feridas quando o edifício de oito andares no subúrbio de Thane ruiu na quinta-feira (4) à noite. Destes, 36 ainda encontram-se em hospitais da cidade. Os demais já tiveram alta, disse Sandeep Malvi, porta-voz da prefeitura.

Seis tratores foram usados na retirada dos escombros, além de marretas, motosserras e macacos hidráulicos, que ajudam a remover a montanha de ferros e escombros que se formou, e cães farejadores, que auxiliam a localizar as vítimas.


Crianças são resgatadas com vida após queda de prédio na Índia

No momento em que o prédio caiu, havia de 100 a 150 pessoas dentro dele. Muitos eram moradores. Outros, trabalhadores da construção civil. O imóvel já tinha quatro andares prontos e os demais estavam sendo feitos. As autoridades ainda investigam o que pode ter causado a queda do prédio, mas o policial KP Raghuvanshi disse que a estrutura era fraca.

O bairro onde o prédio desabou estava em um local com mais de 2.000 construções ilegais que surgiram nos últimos anos, pressionadas pela alta demanda por moradia na cidade.

As vítimas são em sua maioria operários e suas famílias, que moravam no local da obra. Estes emigrantes de outros pontos da Índia trabalham por poucas centenas de rupias diárias (10 euros).


Crianças são resgatadas com vida após queda de prédio na Índia

Fonte: G1