Cristão milionário é primeiro prefeito venezuelano na Flórida

Cristão milionário é primeiro prefeito venezuelano na Flórida

Empresário foi eleito na cidade de Doral no segundo turno.

Luigi Boria, um empresário milionário e ministro de uma igreja cristã, se converteu na terça-feira (27) no primeiro prefeito venezuelano na Flórida, no sudeste dos Estados Unidos, depois de vencer no segundo turno das eleições de Doral, uma cidade próxima a Miami conhecida como "Doralzuela".

"Quero agradecer a Deus por esta vitória, porque é ele quem tira e quem põe", disse após a divulgação dos resultados, na noite de terça, quando venceu Frank Bolaños com 54,58% dos votos, disse o jornal "El Nuevo Herald".

Boria, de 54 anos, se emocionou por sua vitória após uma disputada campanha eleitoral para substituir Juan Carlos Bermúdez, que ficou nove anos à frente da prefeitura de Doral, uma cidade nos arredores do aeroporto internacional de Miami onde desde o início de 2000 uma importante comunidade venezuelana se desenvolveu.

"Enche-nos de orgulho que um empresário bem-sucedido como Luigi seja o primeiro venezuelano a conquistar uma vitória eleitoral de forma democrática na Flórida", disse ao jornal Pedro Mena, secretário-executivo em Miami da Mesa da Unidade Democrática da Venezuela, a coalizão opositora ao presidente venezuelano Hugo Chávez, que nas eleições de outubro apoiou o candidato Henrique Capriles Radonski.

De acordo com os números do último censo realizado nos Estados Unidos em 2010, a população venezuelana neste país aumentou 135% em 10 anos, de 91.507 no ano 2000 a 215.023 em 2010.

A maioria dos venezuelanos nos Estados Unidos se radicou no sul da Flórida, especificamente em Miami, onde vários dirigentes políticos da comunidade expressaram suas intenções de seguir os passos do exílio cubano, grupo que ao longo de sua história neste país conquistou espaços políticos ganhando representação em governos e no Congresso em Washington.

Fonte: G1