Cristina Kirchner recebe apoio de ex-jogador Maradona

Cristina Kirchner recebe apoio de ex-jogador Maradona

Líderes do Chile, do Equador, da Bolívia e do Uruguai estão em Buenos Aires

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, recebeu na tarde desta quinta-feira (28) as condolências do ex-jogador e ex-técnico da seleção do país, Diego Armando Maradona, que foi até a Casa Rosada dar o último adeus ao ex-presidente Néstor Kirchner, morto nesta quarta-feira (27). Líderes do Chile, do Equador, da Bolívia e do Uruguai foram a Buenos Aires.

O primeiro governante sul-americano a chegar à sede do governo argentino foi Evo Morales, da Bolívia. Cristina depois recebeu os pêsames de Sebastián Piñera, do Chile, Rafael Correa, do Equador, e José ?Pepe? Mujica, do Uruguai. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva chega mais tarde à capital argentina.

Cristina permanece próximo ao caixão do marido junto aos filhos Máximo, 32 anos, e Florencia, 19. A presidente só reapareceu em público nesta quinta-feira. Ela estava junto ao marido na hora de sua morte, na cidade de El Calafate, na Província de Santa Cruz, na região da Patagônia.

A presidente permaneceu sem chorar a maior parte do tempo. Mas não conteve a emoção em alguns momentos, quando populares passavam diante do caixão e gritavam palavras de força para Cristina. Nessas horas, ela soluçava e apoiava a cabeça no ombro da filha.

Ainda não confirmação sobre se o corpo do ex-presidente será cremado ou enterrado nesta sexta-feira (29), na sua região natal.

Fonte: R7, www.r7.com