De licença, britânico salva criança de tubarão e acaba demitido do trabalho

Chefes do "herói" afirmam que ele aparentava estar saudável, aproveitando a folga para ir à praia.

O galês Paul Marshallsea se tornou tema de manchetes da imprensa mundial após ter ajudado a afugentar um tubarão em uma praia na Austrália cheia de crianças.

Mas seu ato heróico, além de render consagração, acabou também lhe custando o emprego.

As imagens de seu feito chegaram às mãos de seus chefes, em um clube de crianças em sua cidade natal, e ele acabou sendo demitido.

Eles alegaram que, na ocasião, ele havia pedido uma licença médica, mas aparentava estar plenamente saudável, aproveitando a folga para ir à praia.

Mas Marshallsea se defende dizendo que estava estressado e sentia dores crônicas nas costas.

E que resolveu passar uns dias em uma praia por recomendação de seu médico.

Fonte: r7