Combates em Gaza emana morte de 89 palestinos e 13 israelenses

Combates em Gaza emana morte de 89 palestinos e 13 israelenses

Com isso, o número de vítimas palestinas durante toda a operação do exército israelense chega a 430.

Os serviços de emergência da Faixa de Gaza apontam que 89 palestinos morreram neste domingo durante ataques que fazem parte da ofensiva Limite Protetor, enquanto 13 soldados israelenses perderam a vida durante combates no mesmo período.

Nas últimas horas, um forte ataque foi perpetrado contra o bairro de Shayahía, um dos mais populosos da região, onde vivem cerca de 40 mil pessoas. Nesta região, foram 62 mortos e 200 feridos nas últimas horas.

Com isso, o número de vítimas palestinas durante toda a operação do exército israelense chega a 430. Além disso, são 3 mil feridos, em sua maioria civis. Segundo o porta-voz do Ministério da Saúde em Gaza, Ashraf Al Qedra, afirmou que 112 menores morreram.

Os corpos foram resgatados em meio a um cessar-fogo mediado pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha.

No lado israelense, entre os 13 militares, dois deles seriam altos comandantes da brigada Golani. A informação não foi confirmada oficialmente pelo exército, mas a Agência Efe conseguiu obter acesso a um telegráfico segmento de áudio da corporação.

Ainda de acordo com a mensagem, milicianos do Hamas teriam atraído os militares para uma emboscada justamente em Shayahía. Outras fontes revelarem que outros militares foram atingidos pelo disparo de um foguete contra um blindado.

Este é o incidente com o maior número de baixas israelenses desde o início da operação Limite Protetor no dia 8 de julho, já que até então havia sido registrado a morte de cinco militares e dois civis.

Fonte: msn