Diretor do FMI é preso acusado de abuso sexual, diz jornal

Diretor do FMI é preso acusado de abuso sexual, diz jornal

De acordo com o jornal, ele foi preso num avião momentos antes da decolagem do voo para Paris.

O diretor do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn, foi preso neste sábado (14) acusado de suposto abuso sexual contra uma funcionária de um hotel em Manhattan, segundo informações do jornal "The New York Times".

De acordo com o jornal, ele foi preso num avião momentos antes da decolagem do voo para Paris.

O suposto ataque teria acontecido por volta do meio-dia deste sábado. De acordo com o relato de fontes ao jornal, ele teria saído do banheiro, agarrado e jogado a funcionária na cama e a forçado a fazer sexo oral nele.

Biografia

Dominique Strauss-Kahn assumiu o posto de diretor-gerente do FMI ? sendo o décimo a ocupar o cargo ? em 1º de novembro de 2007.

Antes de assumir o cargo no FMI, Strauss-Kahn foi membro da Assembléia Nacional Francesa e professor de Economia do Institut d"Etudes Politiques de Paris. Também atuou como professor visitante na Universidade de Stanfor e foi conselheiro pessoal do secretário-geral da OCDE.

O diretor-gerente do FMI ocupou o cargo de ministro da Economia, Finanças e Indústria da França de junho de 1997 a novembro de 1999.

Strauss-Kahn é doutor em Economia pela Universidade de Paris. Ele também se formou em Direito, Administração de Empresas, Ciências Políticas e Estatística.

O executivo nasceu no dia 25 de abril de 1949, em Neuilly-sur-Seine, na França e passou os primeiros anos de vida no Marrocos.

Fonte: g1, www.g1.com.br