Pescadores perdidos comeram carne de colega durante uma semana para sobreviver

Pescadores perdidos comeram carne de colega durante uma semana para sobreviver

O homem foi comido depois que ele morreu por causa das condições climáticas, disseram

Dois pescadores russos que ficaram vários meses perdidos na taiga em Yakutia, no nordeste da Sibéria, um dos lugares mais inóspitos do mundo, comeram carne de outro pescador, informou uma fonte ligada à investigação.

"Não foi assassinato. O homem foi comido depois que ele morreu por causa das condições climáticas", declarou essa fonte ao jornal "Komsomolskaia Pravda".

Os dois homens foram pescar em Yakutia em agosto, junto com outros dois pescadores, e desapareceram pouco depois.

No final de novembro, eles foram encontrados perto de um rio, a 250 km da cidade mais próximas, sem seus dois companheiros.

Posteriormente, foram descobertos os restos de um corpo humano com vestígios de morte violenta.

Depois de aberta uma investigação por homicídio, os meios de comunicação locais confirmaram que havia suspeitas de canibalismo.

Segundo um dos pescadores, eles se alimentaram durante uma semana com a carne de um de seus companheiros que morreu por causa do frio, indicou o portal de notícias local NVPress.ru.

Fonte: G1