Duas crianças cristãs são detidas no Egito por ofender livro sagrado

Esta é a primeira vez que se faz uma acusação do tipo contra menores no país.

Dois meninos coptas (cristãos do Egito), acusados de ofender o Islã, foram detidos e serão interrogados, informou nesta quarta-feira (3) uma fonte judiciail.

Nabil Naji Rizq, de 10 anos, e Mina Nadi Faraj, 9 anos, foram colocados num centro para menores e permanecerão detidos até segunda ordem sob acusação de ofender a religião por terem urinando em papeis que conteriam versos do Alcorão, livro sagrado dos muçulmanos.

Esta é a primeira vez que se faz uma acusação do tipo contra crianças no Egito. Recentemente um professor copta foi condenado a seis anos de prisão por ter ofendido o profeta Maomé e o presidente Mohamed Mursi n Facebook.

O julgamento de um copta acusado de ter colocado na internet passagens do filme islamofóbico "A inocência dos muçulmanos" será retomado no dia 17 de outubro.

Fonte: R7, www.r7.com