Dubladores dos " Simpsons" rejeitam cortar salário de R$ 14 mi

A crise em


Dubladores dos Simpsons rejeitam cortar salário de R$ 14,5 milhões
Os produtores do seriado "Os Simpsons" aceitaram reduzir seus salários para que a atração continue a ser feita além de sua atual 23ª temporada, de acordo com o site da revista Variety. Os detalhes do acordo não foram divulgados. Os produtores e os executivos do canal Fox procurados pela publicação não quiseram se pronunciar sobre o assunto.

A crise em "Os Simpsons" veio à tona na terça-feira (4), quando a Fox emitiu um comunicado dizendo que não pode continuar a produzir o seriado nas condições econômicas atuais. A emissora sugeria um corte de 45% no salário dos dubladores da animação, que fizeram uma contra-proposta de redução de 30%, rejeitada pela Fox. Atualmente, cada dublador ganha US$ 8 milhões por temporada.

O acordo com os produtores ainda não foi assinado. Não se sabe se a redução nos ganhos é relativa ao seu salário ou à participação nas vendas da série. O novo contrato será válido para todas as próximas temporadas do seriado, caso elas ocorram.

Segundo fontes da variety, a Fox está pressionando os dubladores para que cheguem a uma decisão até esta sexta-feira (7). A preocupação da emissora é com o pouco tempo disponível para escrever e animar um provável último episódio da série, caso o acordo não seja firmado.

Atualmente em sua 23ª temporada, "Os Simpsons" é o seriado cômico que está no ar há mais tempo na televisão norte-americana. O programa gera bilhões de dólares através de exibições em todo o mundo, além da venda de DVDs e produtos relacionados.

O seriado é transmitido em mais de 100 países e em 50 línguas e já virou uma parte integral da cultura norte-americana. A família Simpson, inclusive, já ganhou uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood.

Fonte: IG