Blogueiro acusado de violência é libertado após 2 meses no Egito

A Justiça egípcia decidiu libertar o blogueiro e ativista egípcio Alaa Abd El-Fattah, detido há dois meses, anunciaram sua irmã e uma fonte judicial

A Justiça egípcia decidiu libertar, neste domingo (25), o blogueiro e ativista egípcio Alaa Abd El-Fattah, detido há dois meses, anunciaram sua irmã e uma fonte judicial.

Em sua conta no Twitter, a irmã do ativista, Mona Abdel Fatah, informou que a Justiça decidiu neste domingo ?libertar Alaa?, em prisão preventiva desde 30 de outubro por ter incitado a violência contra as forças armadas durante protesto de coptas (cristãos egípcios), em 9 de outubro, no Cairo, pelo incêndio de uma igreja.


Egito liberta blogueiro acusado de incitar violência durante protesto

A Suprema Corte de Segurança do Estado, um tribunal de exceção, tomou a decisão de libertar o blogueiro, acusado de vandalismo e de incitar a violência, informou uma fonte judicial, destacando que Abd El-Fattah não poderá deixar o país porque o caso continua em aberto.

O anúncio ocorreu um dia depois de o organismo judicial comunicar a libertação dos 30 acusados do caso do ataque contra a embaixada de Israel, em setembro, que será examinado em 26 de janeiro.

Fonte: g1, www.g1.com.br