Eleições nos EUA: Obama e Romney estão empatados, diz pesquisa

Os resultados foram de uma enquete de sete dias feita pela Ipsos para a Reuters para julgar as atitudes dos eleitores

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ingressa em uma importante semana de campanha empatado com o candidato republicano Mitt Romney, mostra uma pesquisa da Reuters/Ipsos neste domingo, dando ao presidente uma oportunidade de passar à frente de seu rival na Convenção Nacional Democrata. Com os democratas prontos para indicar Obama a um segundo mandato nesta semana em Charlotte, Carolina do Norte, a disputa para a eleição presidencial em 6 de novembro está embolada em 45% para Obama e 45% para Romney entre os eleitores prováveis, mostrou a pesquisa.

Os resultados foram de uma enquete de sete dias feita pela Ipsos para a Reuters para julgar as atitudes dos eleitores perto das convenções partidárias. Há uma semana, outra pesquisa dizia que Obama liderava a corrida por 46 a 42 para Romney. A convenção republicana na semana passada em Tampa, na Flórida, deu a Romney uma pequena vantagem, colocando-o em um empate com Obama, mas não mais do que isso.

Agora Obama, que deve aceitar a indicação na quinta-feira, ganhará seu próprio impulso da convenção. A pesquisadora da Ipsos Julia Clark disse que estava confiante de que os números de Obama iriam melhorar durante sua convenção. "O fato de que Obama e Romney ainda estão empatados mostra para mim que não veremos nenhum tipo de impacto para Romney", disse ela. "Conforme nos aproximamos da convenção da próxima semana, Romney vai lutar para se manter passo a passo com o presidente - e provavelmente veremos novamente uma mudança para Obama."

Embora cada candidato conte com o apoio esmagador dos eleitores de seus próprios partidos, Romney tem uma vantagem sobre Obama entre os eleitores independentes, de 33% contra 28%, disse a pesquisa.

O levantamento sugere que os eleitores estão esperando para ouvir o que Obama tem a dizer sobre a questão mais premente da campanha, a economia norte-americana e a taxa de desemprego de 8,3%. A pesquisa mostrou que 76% dos norte-americanos acreditam que o país está na direção errada, e 73% têm crença similar na questão dos empregos.

Para a pesquisa, foram entrevistados pela web 1.441 eleitores norte-americanos registrados. A precisão da pesquisa online Reuters/Ipsos é medida usando um intervalo de credibilidade. Neste caso, a pesquisa tem um intervalo de credibilidade de 2,9 pontos percentuais para mais ou para menos para todos os entrevistados.

Fonte: Terra