"Em escala de 0 a 10, a dor foi 15", diz vítima de ataque de tubarão

No ataque em 9 de maio, a alemã foi mordida ferozmente na perna esquerda

Dois meses após ser atacada por um tubarão em Vero Beach (Flórida, EUA), a turista alemã Karin Ulrike Stei, de 47 anos, voltou a andar. Ainda precisa de muletas, mas sabe que estar viva foi um grande lucro.

"Eu nunca o vi. Ele não foi à superfície. Era tão poderoso e grande que eu sabia que era um tubarão", relembrou Karin à "TC Palm".

No ataque em 9 de maio, a alemã foi mordida ferozmente na perna esquerda. Ela gritou freneticamente "Tubarão, tubarão, tubarão!" e acabou socorrida por um salva-vidas local e um turista de Michigan.

"Em uma escala de 0 a 10, a dor foi 15. Foi o pior momento da minha vida", disse Karin.

Por sorte, na areia estava uma enfermeira, que ajudou a alemã até a chegada dos paramédicos. Karin teve tirar parte da pele da perna direita para implantar na outra.

A alemã ainda espera voltar a Vero Beach, especialmente para agradecer aos que a ajudaram.

"Não tenho raiva do tubarão. Ele age de acordo com a sua natureza", afirmou.





Fonte: r7