Em treinamento, príncipe Harry passa a noite dentro de frigorífico

Para correr em maratona na Antártica, ele passou 20 horas dentro do compartimento congelado a -35 °C

O príncipe Harry apareceu nesta terça-feira (17/9) sorridente, mas congelado, depois de passar a noite em um frigorífico como preparação para correr uma maratona na Antártica com soldados britânicos feridos no Afeganistão.

O jovem, ainda envolto em uma jaqueta vermelha, disse que o momento mais difícil do experimento foi "entrar" na geladeira gigante, que normalmente serve para testar veículos civis e militares em Warwickshire (centro da Inglaterra).

Mesmo assim, Harry se divertiu com a situação "congelante" (Darren Staples /Reuters)

Mesmo assim, Harry se divertiu com a situação "congelante"

Harry e seus quatro companheiros de equipe, que precisaram ser amputados, irão competir por 15 dias no final de novembro. O percurso de cerca de 200 milhas (321 km) será disputado por duas equipes, uma americana e a outra de cidadãos da Commonwealth.

Leia mais notícias em Mundo

A expedição ao Polo Sul foi planejada em nome de uma instituição de caridade para feridos de guerra, "Walking with the Wounded".

Durante as 20 horas passadas no frigorífico, o príncipe, quarto na ordem de ascensão ao trono britânico, aprendeu a combater o congelamento, enquanto a temperatura chegou a -35 graus, com forte ventos criado por ventiladores.O príncipe Harry apareceu nesta terça-feira (17/9) sorridente, mas congelado, depois de passar a noite em um frigorífico como preparação para correr uma maratona na Antártica com soldados britânicos feridos no Afeganistão.

O jovem, ainda envolto em uma jaqueta vermelha, disse que o momento mais difícil do experimento foi "entrar" na geladeira gigante, que normalmente serve para testar veículos civis e militares em Warwickshire (centro da Inglaterra).

Mesmo assim, Harry se divertiu com a situação "congelante" (Darren Staples /Reuters)

Mesmo assim, Harry se divertiu com a situação "congelante"

Harry e seus quatro companheiros de equipe, que precisaram ser amputados, irão competir por 15 dias no final de novembro. O percurso de cerca de 200 milhas (321 km) será disputado por duas equipes, uma americana e a outra de cidadãos da Commonwealth.

A expedição ao Polo Sul foi planejada em nome de uma instituição de caridade para feridos de guerra, "Walking with the Wounded".

Durante as 20 horas passadas no frigorífico, o príncipe, quarto na ordem de ascensão ao trono britânico, aprendeu a combater o congelamento, enquanto a temperatura chegou a -35 graus, com forte ventos criado por ventiladores.


Em treinamento, príncipe Harry passa a noite dentro de frigorífico

Fonte: Correio Web