Embaixador palestino morre em explosão na República Checa

Explosão teria sido causada por mecanismo de segurança de cofre

O embaixador palestino na República Checa, Jamal al-Jamal, morreu nesta quarta-feira após uma explosão em sua residência, em Praga, informou a polícia local. "Com pesar confirmamos a informação divulgada pelos serviços de emergência", afirmou à AFP Andrea Zoulova, porta-voz da polícia de Praga.

Jamal, 56 anos, estava com sua família no apartamento no momento da explosão, segundo informou porta-voz da embaixada Nabil El-Fahel. Ele ficou gravemente ferido e foi levado ao hospital militar de Praga, onde foi colocado em coma induzido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O Ministério de Relações Exteriores palestino comunicou que o embaixador vinha tentando abrir um cofre que havia sido movido recentemente para sua nova moradia e uma fonte do governo da República Checa disse à Reuters que a explosão foi provavelmente causada por um dispositivo de segurança na unidade.

Não estava clara a causa da explosão. Alguns cofres podem ser personalizados com mecanismos designados para destruir documentos secretos caso a trava seja forçada. A fonte disse que o governo não acredita que tenha sido um ataque terrorista.

Uma mulher não identificada de 52 anos foi levada a outro hospital após entrar em estado de choque.

O apartamento do embaixador está localizado no bairro de Suchdol, da capital checa. Nenhum sinal de dano à moradia era visível da rua.

Fonte: Terra, www.terra.com.br