Empresa aérea é processada por exibir vibrador de casal gay

Empresa aérea é processada por exibir vibrador de casal gay

O casal afirma que um funcionário teria feito a brincadeira apenas por perceber que o brinquedo pertencia a um homem.

Um casal de americanos entrou com processo por danos morais contra a companhia United Continental por ter retirado e exibido na esteira de bagagens um vibrador que estava em uma das malas do casal, segundo informa a rede NBC News nesta quarta-feira. Um porta-voz da empresa aérea negou as acusações e afirmou que a empresa não tolera discriminação de nenhum tipo.

De acordo com a publicação, o incidente ocorreu quando Christopher Bridgeman e Martin Borger estavam voltando de uma viagem à Costa Rica em maio deste ano. Os dois alegam que, no terminal de Norfolk, o vibrador apareceu preso com fita adesiva na parte externa da mala e untado com uma substância pegajosa.

Outros passageiros começaram a dar risada quando viram o brinquedo preso à mala, segundo informa o processo. O casal afirma que um funcionário teria feito a brincadeira apenas por perceber que o brinquedo pertencia a um homem. A United Continental afirmou que vai se defender da acusação, de acordo com a NBC News.

Fonte: Terra