Empresa proíbe logo do Super-Homem em uma estátua de criança morta;veja

Criança de 5 anos morreu após maus tratos dos avós em 2002 no Canadá

A empresa DC Entertainment proibiu o uso do logotipo do Super-Homem em uma estátua que foi criada para homenagear um menino canadense que morreu de inanição após maus tratos de seus avós há mais de uma década, segundo a emissora "CBC".


Empresa proíbe logo do Super- Homem em estátua de menino morto

Jeffrey Baldwin morreu aos 5 anos, em 2002, após maus tratos de seus avós. Ele tinha o peso de um bebê e foi encontrado trancado em um quarto, em meio a urina, fezes e sangue.

Os avós tinham a custódia do menino e de seus três irmãos ? dois eram cuidados bem, enquanto uma das irmãs de Jeffrey sofria das mesmas condições do menino, mas podia ir à escola. O lanche que ela recebia durante as aulas salvou sua vida, segundo as investigações posteriores.

O avós foram condenados pela more em 2006. No ano passado, um homem de Ottawa, sensibilizado pela morte do menino, resolveu arrecadar dinheiro para fazer uma estátua e homenageá-lo.

Todd Boyce conseguiu o dinheiro e recrutou o artista Ruth Abernethy para criar a peça. Ele queria que Jeffrey fosse representando em uma fantasia do Super-Homem ? antes de ir morar com os avós, o menino era muito animado e amava o super-herói, segundo seu pai. Os pais da criança eram adolescentes e perderam a custódia para os avós maternos do menino.

Entretanto, a DC Entertainment, detentora dos direitos do Super-Homem, não vai permitir que o logo do super-herói seja utilizado na estátua. ?Basicamente eles não querem que o personagem seja associado ao abuso de crianças. Eles não estão confortáveis com isso?, disse Boyce.

O homem contou que ficou irritado com a recusa inicialmente, mas conseguiu uma solução. No lugar do S, o logotipo terá um J. ?Percebi que o mais importante é ter um monumento para Jeffrey.?

Fonte: G1