Enfermeira que cuidou de Kadhafi se diz de luto e devastada pela morte de ex-ditador

Enfermeira que cuidou de Kadhafi se diz de luto e devastada pela morte de ex-ditador

Em entrevista ao site de notícias americano

Oksana Balinskaya, a enfermeira ucraniana que ajudou a cuidar da saúde de Muammar Kadhafi, se disse devastada pela morte do ex-ditador líbio. Em entrevista ao site de notícias americano "Daily Beast", ela disse considerar Kadhafi um "herói".

"Minha família e eu estamos de luto por ele", disse. A enfermeira começou a trabalhar com Kadhafi aos 21 anos e esteve com ele até fevereiro deste ano, quando voltou para a Ucrânia.

"Todos esses meses eu torci que ele sobrevivesse. Por que deveríamos odiá-lo ou achá-lo um tirano, se ele nos deu um trabalho e nos pagou bem?", perguntou.

Morte de Kadhafi

O corpo do ex-ditador líbio Muammar Kadhafi, morto na véspera em um ataque militar próximo à cidade de Sirte, vai ser enterrado de acordo com os rituais muçulmanos dentro de 24 horas, disse nesta sexta-feira (21) o comandante militar Abdul-Salam Eleiwa.

"Ele terá seus direitos como todo muçulmano, seu corpo será lavado e tratado com dignidade", disse Eleiwa, na cidade de Misrata. "Espero que ele seja enterrado em um cemitério muçulmano dentro de 24 horas."

saiba mais

O corpo de Kadhafi está sendo mantido em uma câmara frigorífica em uma área de um antigo mercado.

Fonte: G1