Enfermeiras acham rato "gigante" roendo pescoço de paciente que estava sedado

Enfermeiras acham rato "gigante" roendo pescoço de paciente que estava sedado

As funcionárias correram para ajudar Ketley e tiraram o rato de cima dele antes de matá-lo.

Um rato roeu um paciente, quando ele estava sedado na cama de um hospital. Jason Ketley, 42, ficou com lesões dolorosas após ter sido mordido várias vezes nas costas e pescoço.

Os funcionários do hospital no qual o paciente estava só descobriram o que estava acontecendo quando Ketley, que tem idade mental de um garoto de dois anos, foi flagrado cambaleando em torno de um corredor com o rato pendurado em seu pescoço.

Enfermeiras da unidade de cuidados especializados correram para ajudar Ketley e tiraram o rato de cima dele antes de matá-lo. Indignada a mãe do paciente, Pat Boardman, 64, disse ao jornal: "Eu estava horrorizada. Ele foi fortemente sedado e não era capaz de se defender. Ele estava indefesa e aterrorizado. É uma desgraça. Ele estava muito assustado e a equipe teve que mostrar a ele que tinha matado o rato para provar que não poderia mais machucá-lo. Eu estou chocada com esse tipo de coisa?.

Os chefes do hospital alegaram que o rato era do campo, que em média, os mais adultos têm cerca de 10 centímetros de comprimento e pesam entre 350 a 600 gramas. Enquanto os ratos ?domésticos? têm geralmente em torno de quatro centímetros de comprimento e pesam apenas 30 gramas.

Ketley sofre de transtorno bi-polar e foi atacado pela criatura logo após ir para a cama em uma unidade de cuidados especializados no hospital St Ebba, o Epsom, Surrey.

Após as mordidas de rato, o paciente foi levado para o Hospital Geral de Epsom, onde recebeu injeções contra o tétano, difteria e poliomielite antes de ser devolvido à unidade de saúde onde foi mordido pelo bicho.

Seus pais fizeram uma reclamação formal à Surrey e Bordas Parceria NHS Trust Foundation sobre o incidente. Jo Young, Diretor de Qualidade e Enfermagem em Surrey e Parceria Fronteiras NHS Foundation Trust, disse: "Os eventos descritos aqui são verdadeiramente chocante e eu gostaria de tranquilizar a senhora deputada Boardman que estamos tomando as suas preocupações muito a sério.

"É por isso que temos registrados os eventos como um incidente grave e está conduzindo uma investigação detalhada. "Nossos registros indicam que um rato foi visto na casa em novembro e que o controle de pragas foi alertado imediatamente, mas somos incapazes de fornecer uma resposta completa a todas as preocupações levantadas até os sabemos o resultado da nossa investigação.

"Eu gostaria de salientar que os incidentes relatados são extremamente incomum e que tomou medidas urgentes para garantir a segurança de pessoas utilizando os serviços no site.

"Assumimos a nossa responsabilidade para cuidar de pessoas vulneráveis muito a sério e vamos agir em todas as conclusões da nossa investigação para garantir que nossos elevados padrões de cuidados e apoio são mantidos."

Fonte: Daily Mail