"Enfermeiro canibal" confessou que planejou esquartejar e comer menina

De acordo com os investigadores, os dois marcaram encontro em uma estação de trem.

Um enfermeiro do Reino Unido depôs nessa terça-feira perante a Justiça e contou que planejou esquartejar e comer uma menina de 14 anos. O plano teria sido debatido pelo enfermeiro com a própria jovem em um site de bate-papo, mas não chegou a ser executado.

O caso do "enfermeiro canibal" ganhou grande repercussão na mídia britânica. De acordo com os jornais The Independent e Mirror, Dale Bolinger, 57 anos, manteve conversas com uma jovem mexicana chamada "Eva", residente na Alemanha, em 2012. Os dois se conheceram em uma rede online de fetiches e discutiram a ideia, aparentemente proposta por Dale, de acordo com a qual ele compraria um machado para esquartejar e comer "Eva".

"A ideia de fazer amor e então lhe comer é muito excitante. Já disseram que eu sou um amante muito generoso e eu seria muito generoso com você antes de preparar você para a refeição", diz uma mensagem enviada pelo enfermeiro à sua interlocutora virtual.

De acordo com os investigadores, os dois marcaram encontro em uma estação de trem. O enfermeiro chegou a comprar um machado e compareceu ao ponto de encontro, mas "Eva", cuja identidade permanece desconhecida, não apareceu.

O caso foi descoberto por investigadores dos Estados Unidos especializados em crimes sexuais debatidos através de plataformas virtuais. Eles descobriram um email suspeito originário da cidade de Kent e comunicaram a polícia local, que descobriu Dale. O enfermeiro está preso acusado de planejar um encontro sexual com uma menor de idade. O caso segue na Justiça.

Fonte: Terra