Escola inglesa pune alunos após rasparem cabelos por caridade

Segundo o jornal “Daily Mail”, os pais de Billy ficaram tão furiosos com a decisão da escola, que não o enviaram para a aula.

Dois garotos de 15 anos foram punidos na escola ao rasparem a cabeça por caridade. Billy Howard e Joe Moon, da cidade de Stanford-le-Hope, na Inglaterra, decidiram mudar o penteado em prol de um hospital e arrecadaram R$ 1.550. Para isso, obtiveram o apoio da diretora da escola deles, Sophina Asong, e até receberam dinheiro dela para a causa.


Escola da Inglaterra  pune alunos após rasparem cabelos por caridade

Os dois deram adeus aos fios nesta terça-feira, na presença de amigos e da família, na casa de Billy.

Quando chegaram à escola na quarta-feira de manhã, foram punidos pela professora por terem cortado o cabelo milímetros mais curto do que o permitido pelo colégio. Como castigo, os adolescentes tiveram aula em uma sala, isolados do resto da turma.

Segundo o jornal ?Daily Mail?, os pais de Billy ficaram tão furiosos com a decisão da escola, que não o enviaram para a aula.

- Estamos com muita raiva. É uma vergonha os garotos serem colocados em isolamento - desabafou Sally Howard, mãe de Billy - Estamos tão orgulhosos deles, e eles não deveriam ficar escondidos das pessoas, já que fizeram isso por uma causa tão boa.

Gary Howard, pai de Billy, chegou a enviar uma carta de protesto para a escola.

- Eles mostraram responsabilidade e criatividade por uma boa razão. Agora, não podem nem coletar o dinheiro dos colegas para a causa pela qual rasparam a cabeça - disse o pai.

A diretora da escola, Sophina, afirma que os alunos conheciam bem as regras e ainda assim a quebraram.

- A decisão dos dois em arrecadar patrocínio para cortar o cabelo foi aprovada pela escola, mas apenas conforme as regras de comportamento. No dia, os estudantes chegaram com a cabeça raspada, e admitiram aos funcionários que eles sabiam que haviam desrespeitado o código. Por isso, ficaram tendo aulas em isolamento - explicou a diretora.

Fonte: G1