Escola impede que menina com down seja animadora de torcida

Escola impede que menina com down seja animadora de torcida

Escola usou a palavra deficiente para se referir a Britanny Davila, de 16 anos

Os pais da menina Brittany Davila, de 16 anos, ficaram irritados com a escola onde a filha estuda. Integrante de um grupo animadoras de torcida, ou cheerleaders, ela foi chamada pela direção do colégio em Deer Park, no Texas (EUA), de deficiente e impedida de participar das atividades do grupo.

Britanny foi eleita membro honorário do grupo de torcedoras este ano. Ela era uma das que animavam a plateia durante os jogos até que foi informada que teria de ficar sentada durante as partidas.

De acordo com outra emissora local, a KHOU, ela adora o espírito de camaradagem que existe entre as animadoras.

? Ela foi uma das animadoras do jogo de vôlei na semana passada. Agora ela não pode mais participar porque é uma deficiente ? reclamou a mãe de Britanny, Buffy Davila, em entrevista à emissora de TV KTRK.

? Ela não entende o que mudou da última semana para esta. Ela vinha torcendo com as meninas nas arquibancadas. Ela estava empolgada, acenando e mandando beijos ? disse o pai da menina.

A direção da escola disse que Britanny pode continuar treinando com as animadoras, mas não vai poder torcer com elas durante as partidas. Os pais da jovem disseram que não entendem a lógica da regra aplicada à filha.

? Se a bola de vôlei sai voando da quadra e acerta alguém, a probabilidade de acertar uma pessoa é a mesma de acertá-la [Brittany]. Ela [bola] foi em direção das arquibancadas ontem e acertou alguém que estava sentado lá ? comentou a mãe da jovem.

Uma mensagem publicada no site do distrito escolar de Deer Park na última quinta-feira (26) informou que o órgão e a família estão trabalhando para encontrar uma solução.


Escola impede que menina com síndrome de down seja animadora de torcida

"Felizmente, a coordenação do grupo de animadoras pediu uma reunião com os pais [de Brittany] e com representantes do Distrito. O encontro aconteceu ontem [quarta-feira] à tarde e foi uma oportunidade para cada um dos lados compartilhar preocupações e obter uma melhor compreensão do ponto de vista um do outro. Ao final da reunião, os dois lados concordaram em trabalhar juntos para resolver qualquer problema", diz o comunicado.

O distrito disse ainda que tem uma limitação sobre o que pode compartilhar com os meios de comunicação devido a regulamentações federais.

O próximo jogo de futebol americano no distrito acontece no próximo dia 3. Segundo a emissora KTRK, o distrito espera ter diretrizes oficiais para Britanny até lá.

Fonte: r7