Escola suspende aluna que raspou a cabeça para apoiar amiga com câncer

Justificativa é que atitude viola o código de vestimenta do colégio dos EUA.

Uma escola dos Estados Unidos suspendeu uma aluna de 9 anos que raspou toda a cabeça em solidariedade a uma colega que luta contra o câncer. Kamryn Renfro ficou careca para apoiar Delaney Clements, que está passando pelo tratamento de quimioterapia. A escola, que fica no município de Grand Junction, no Colorado, no entanto, alegou que Kamryn quebrou as regras de vestuário da escola, nas quais todos os alunos devem seguir um "padrão" que não desvie a atenção dos outros estudantes.

"Será que o comprimento do cabelo das crianças irão necessariamente afetá-los em sala de aula?", questionou Jamie Renfro, mãe de Kamryn. "Eu realmente duvido disso."

Em entrevista à US TV, Kamryn explicou que decidiu cortar os cabelos depois de ver a amiga Delaney, de 11 anos, enfrentando as consquências da quimioterapia: perda de cabelos, náuseas, fadiga, e perda de apetite. "Me pareceu a coisa certa a fazer", disse Kamryn.

Delaney gostou da atitude da colega. "Me senti muito bem. Às vezes as pessoas me chamam de menino, e fiquei feliz em saber que teria alguém para me apoiar em cada passo", afirmou.

A decisão da escola de suspender Kamryn levou a mãe da menina a iniciar uma campanha nas mídias sociais para chamar a atenção para o caso. Depois da repercussão, o conselho escolar, formado por pais e professores, decidiu nesta terça-feira (15) voltar atrás e permitir que Kamryn volte a frequentar a escola.

O caso ganhou forte repercussão nos Estados Unidos e abriu a discussão sobre estes "dress codes" (códigos de vestuário) que as escolas impõem. Algumas escolas proibiram as alunas de usar calças legging, a menos que coloquem uma saia por cima. Assim, não chama tanto a atenção dos meninos.


Escola suspende aluna que raspou a cabeça para apoiar amiga com câncer

Escola suspende aluna que raspou a cabeça para apoiar amiga com câncer

Fonte: G1