Estado de saúde de Hugo Chávez é agravado por infecção respiratória

Chávez foi operado no dia 11 em Havana, capital cubana.

O estado de saúde do presidente da Venezuela, Hugo Chávez, foi agravado por uma infecção respiratória, mas, segundo o ministro da Comunicação e Informação, Ernesto Villegas, ele se recupera. De acordo com Villegas, os médicos disseram que são comuns infecções respiratórias depois de cirurgias. Chávez foi operado no dia 11 em Havana, capital cubana, para a retirada de um tumor maligno na região pélvica. Durante a cirurgia, ele teve uma hemorragia.



Ontem (18), Villegas anunciou que é "estável" o estado de saúde de Chávez. O ministro leu um comunicado em rede nacional de rádio e televisão. Segundo ele, os médicos aconselharam o presidente a ficar de "repouso absoluto e seguir um tratamento rigoroso".

"O estado geral do presidente é estável. Anteontem, segunda-feira, 17 de dezembro, ele foi diagnosticado com uma infecção respiratória, a equipe médica começou a tratar imediatamente e ela foi controlada", disse o ministro. "Viva Chávez", acrescentou, ao encerrar o pronunciamento.

Antes de viajar para Cuba, Chávez fez um pronunciamento à nação informando que seus médicos recomendaram uma cirurgia de urgência. Ele pediu que a sociedade apoie o vice-presidente e chanceler Nicolás Maduro, que assumiu interinamente a Presidência da República.

Reeleito para a Presidência, Chávez deve tomar posse no dia 10. Caso não consiga ser empossado, assume o atual presidente da Assembleia Nacional (Parlamento), Diosdato Cabello, e são convocadas eleições em até 30 dias. A eventual disputa deve colocar como adversários Maduro e Henrique Capriles, que perdeu as últimas eleições para Chávez.

Fonte: UOL