EUA: Aluno que fez 24 jovens reféns tentou se matar

Baleado, jovem foi hospitalizado no estado do Wisconsin.

O estudante armado que nesta segunda-feira (29) fez reféns 23 alunos e uma professora de um instituto de Marinette, em Wisconsin (EUA), tentou se suicidar com um disparo depois de todos os sequestrados terem sido libertados, informou a polícia local.

O estudante de 15 anos, cuja identidade não foi revelada, tinha duas armas e apertou o gatilho assim que a polícia entrou na classe para detê-lo, após cinco horas de sequestro.



O jovem foi levado a um hospital, e não havia informações sobre seu estado de saúde.

Testemunhas, porém, disseram que pelo menos três tiros foram disparados depois que a polícia agiu, segundo a imprensa local. A ação não confirmada pela polícia.

Escola fechada na noite desta segunda-feira (29) em Marinette, no estado americano do Wisconsin, após o sequestro.

Pouco antes, todos os reféns haviam sido libertados. Cinco alunos escaparam após dizerem ao sequestrador que precisam ir trabalhar, e o restante foi libertado quando a polícia invadiu a sala de aula.

A polícia contou com a mediação da professora do instituto para estabelecer contato com o sequestrador, disse o chefe das forças de segurança, Jeff Skorik.

As autoridades interrogaram os pais do estudante, mas, de acordo com Skorik, eles não sabem a razão do filho agir daquela forma.

Fonte: g1, www.g1.com.br