Homem mata amigo ateu após briga sobre existência de Deus

Homem mata amigo ateu após briga sobre existência de Deus

Yim foi considerado culpado e condenado a 126 anos de prisão.

Após uma noite descrita como "drogas, álcool e vídeo-games", o americano Douglas Yim, de 33 anos, teria matado um amigo ateu, Dzuy Duhn Phan, de 22, em uma discussão sobre a existência de Deus. O caso foi reportado na cidade californiana de Oakland, de acordo com informações da rede CBS.

Em seu primeiro julgamento, nesta quinta-feira, Yim foi considerado culpado e condenado a 126 anos de prisão. A sentença final sairá em novembro.

Segundo a investigação, os amigos haviam cheirado cocaína quando iniciaram uma discussão sobre a existência de Deus.

Paul Park, que também estava presente, testemunhou que Phan provocara Yim sobre sua crença ao perguntá-lo onde Deus estava quando ele perdeu uma partida no vídeo-game. Com os dois já exaltados, Phan teria perguntado onde Deus estava quando o pai de Yim morreu com um aneurisma cerebral.

Após o comentário sobre o pai, o autor do crime teria então ido até seu quarto e voltado com uma arma para matar Phan com seis tiros. Park também foi atingido por uma bala.

Durante seu julgamento, Yim alegou que estava muito bêbado e declarou não se lembrar de detalhes da noite. Seu advogado disse que os tiros foram proferidos em auto-defesa, já que o amigo teria na mão um objeto "parecido com uma arma, mas que era um celular".

Fonte: Terra