EUA: Professores heróis morrem para salvar alunos em tragédia; Massacre teve 28 mortes

EUA: Professores heróis morrem para salvar alunos em tragédia; Massacre teve 28 mortes

Massacre em escola primaria resultou em 28 mortes

Três professores morreram tentando proteger os alunos no massacre na escola primaria Sandy Hook Elementary, em Connecticut, nos Estados Unidos. Durante o tiroteio 27 pessoas morreram, entre as vítimas estavam 20 crianças.

De acordo com as informações do tabloide Daily Mail, quando começou os tiros parte dos professores mergulharam embaixo da mesa. Uma das professoras, Victoria Soto, de 27 anos, acabou se jogando na frente das crianças para protegê-las.

A diretora Daw Hochsprung, de 47 anos e a psicóloga Mary Sherlach, de 56 anos ao ouvirem os tiros correram para o corredor para enfrentar o atirador, mas também foram executados.

O atirador também matou a mãe, Nancy Lanza, de 52 anos, também professora da escola Sandy Hook, que estava na escola no momento do massacre.

Entenda a chacina

O massacre na escola Sandy Hook resultou em 28 mortes. Dentre as vítimas, 27 morreram dentro da escola e outra em um local próximo. As informações foram confirmadas pelo porta-voz da polícia de Connecticut, Paul Vance.

Entre as 28 vítimas, Vance confirmou que 26 foram mortas pelo atirador dentro da escola, sendo 20 crianças e seis adultos ? entre eles estavam o diretor e o psicólogo da escola, além da mãe do atirador, que era professora. O atirador é a 27ª pessoa morta dentro da escola.

As autoridades não informaram se o autor do massacre foi morto por policiais, por funcionários da escola ou se ele se matou.

Elas também não confirmaram a identidade do autor dos disparos mas, em condição de anonimato, oficiais disseram a veículos de imprensa locais que o suspeito se chama Adam Lanza, tem 20 anos e é natural de New Jersey.

Fonte: r7