Ex-general acusado de matar 8 mil pessoas é julgado hoje em Haia

Ex-general acusado de matar 8 mil pessoas é julgado hoje em Haia

Conhecido como o "açougueiro dos Bálcãs", Mladic, é acusado do genocídio de quase 8 mil homens muçulmanos no enclave de Srebrenica em 1995.

O Tribunal Penal Internacional para a Antiga Iugoslávia (TPII) iniciou nesta quarta-feira (16) em Haia, Holanda, o julgamento do ex-general sérvio-bósnio Ratko Mladic, acusado de crimes de guerra e lesa-humanidade, entre eles genocídio, ocorridos durante a Guerra da Bósnia (1992-95).

Conhecido como o "açougueiro dos Bálcãs", Mladic, de 70 anos, é acusado do genocídio de quase 8 mil homens muçulmanos no enclave de Srebrenica em 1995.

O tribunal manteve a data da abertura do julgamento após rejeitar a solicitação da defesa de Mladic para afastar, por suposta falta de imparcialidade, o juiz que preside o caso, o holandês Alphons Orie.

Mladic compareceu ao tribunal sem seu característico boné e com bom aspecto físico.

"Mladic assumiu a autoria da limpeza étnica da Bósnia", declarou Dermot Groome, representante da promotoria, na abertura do processo contra o ex-militar.

A promotoria, que no total conta com 200 horas para o julgamento, fará entre esta quarta e a quinta-feira (17) suas alegações iniciais, enquanto os advogados de Mladic farão o mesmo assim que os promotores acabarem de apresentar as provas e chamar as testemunhas.

O início do julgamento acontece um ano depois da detenção de Mladic e 17 anos depois de o tribunal ter publicado a primeira acusação contra o ex-general.

Os promotores apresentarão durante o julgamento as versões de 411 testemunhas, sete das quais irão dar suas declarações no próprio tribunal.

Fonte: G1