Ex-lutador de MMA é preso após causar aborto da namorada

Ex-lutador de MMA é preso após causar aborto da namorada

Willie Parks, de Albuquerque, enfrenta acusações de agressão grave e foi preso sob fiança de US$ 50 mil

Ex-lutador do Strikeforce e ex-treinador de wrestling da Jackson?s MMA, academia do treinador Greg Jackson, onde treinam os campeões do UFC, Jon Jones e Carlos Condit, Willie Parks apresentou-se às autoridades da cidade de Albuquerque, nos Estados Unidos, depois de ter um mandado emitido por supostamente agredir sua namorada grávida, a ponto de ela abortar.

Willie Parks, de Albuquerque, enfrenta acusações de agressão grave e foi preso sob fiança de US$ 50 mil, depois de ser levado em custódia pela corte americana.

De acordo com uma queixa criminal divulgada no último domingo, a namorada de 28 anos disse à polícia que desmaiou durante o espancamento e que Parks não permitiu que ela fosse ao médico durante vários dias. A denúncia diz que ela teve um nariz quebrado, concussões e um aborto.

A polícia diz que Parks a agrediu após uma discussão sobre as roupas que ela estava usando.

Willie Parks, de 28 anos, é um ex-campeão de wrestling e ex-companheiro de treinos do atual campeão dos leves do UFC, Ben Henderson. O atleta deixou a equipe de Greg Jackson cerca de dois meses atrás, quando foi demitido de sua posição de treinador. Ele disse que pretendia participar do reality show ?The Ultimate Fighter?.

Um mandado foi emitido para a sua detenção pelo departamento de polícia de Albuquerque, dia 8 de agosto, e ele entregou-se à corte americana recentemente.

Fonte: Globo.com