Faminto, homem mente para pegar carona da polícia até restaurante

Jonathan Hinkle, de 28 anos, estava desesperado para comer

Táxi, ônibus, metrô, Uber: são inúmeros os meios de transporte disponíveis para quando precisamos nos deslocar. Por mais que existam opções para todos os gostos e bolsos, algumas pessoas não se satisfazem com as possibilidades convencionais e preferem inovar. Assim fez um homem na Flórida, nos Estados Unidos, que, ao invés de ligar para o ponto de táxi e pedir uma corrida até um restaurante, resolveu ligar para a polícia.


Jonathan Hinkle, de 28 anos, estava muito desesperado para chegar o mais rápido possível no restaurante Hooters – famosa rede de fast-food; e montou um plano infalível e mentiroso para conseguir o feito. Ele ligou para a  polícia e suplicou por ajuda para socorrer sua avó. 

Ao telefone, Hinkle mentiu que ela sofrera um AVC no estacionamento do restaurante em questão, e por isso, ele precisava socorrê-la imediatamente.  As autoridades acreditaram na história e levaram o americano até o local por ele indicado, mas depois de não encontrarem a senhora de 79 anos, perceberam que algo naquela história estava muito errado .

Saudável e sem acreditar no que o neto havia feito, Gayle Strickland foi localizada cerca de três horas depois do chamado de Hinkle. Acontece que os oficiais envolvidos na "emergência" não ficaram nem um pouco contentes por terem sido enganados e começaram a procurar pelo homem, que agora, se tornara um foragido.

Localizado e acusado de usar inapropriadamente o serviço de emergência, ele conseguiu mais uma carona com uma viatura oficial. Só que desta vez, o destino era a Prisão do Condado de Brevard, onde pode ficar por até cinco anos.



Fonte: iG