Famoso produtor de Hollywood confessa que é espião israelense

De acordo com o produtor, ele não é o único espião infiltrado em Hollywood.


Famoso produtor de Hollywood confessa que é espião israelense

Além de produzir alguns filmes cultuados, como ?Clube da Luta? (1999) e ?Los Angeles: Cidade Proibida? (1997), e muitos sucessos, como ?Uma Linda Mulher? (1990), ?Vovó? Zona? (2000), ?Sr. e Sra. Smith? (2005) e ?Alvin e os Esquilos? (2007), o produtor Arnon Milchan tinha uma outra ocupação em Hollywood: ele era um espião israelense.

Milchan, que produziu mais de 120 filmes desde 1977, declarou em entrevista ao programa investigativo israelense ?Uvda?, que mesmo quando estava negociando projetos de Hollywood, também era responsável pela compra de equipamentos e armas para Israel.

?Você sabe o que é ser um cara de 20 e poucos anos cujo país decidiu deixá-lo ser um James Bond? Wow! A ação! Isso foi emocionante?, afirmou o produtor. ?Eu fiz pelo meu país e me orgulho disso?, completou.

De acordo com o produtor, ele não é o único espião infiltrado em Hollywood.

Milchan também admitiu que usou sua influência em Hollywood para ajudar o regime do apartheid na África do Sul a polir a sua imagem, em troca de ajudar Israel a adquirir urânio. Quando questionado se sua co-produção no drama de época ?12 Anos de Escravidão? era uma forma de tentar expiar seu apoio ao regime racista, ele acenou com a cabeça e concordou que poderia ser.

Além de ?12 Anos de Escravidão?, os filmes mais recentes produzidos por Milchan são o thriller ?Linha de Ação?, a comédia ?Os Estagiários?, e o inédito épico bíblico ?Noé?.

Fonte: R7, www.r7.com