Guerrilheiros das Farc atacam com explosivos Exército colombiano; veja

Ataque teria acontecido no departamento de Cauca, sudoeste do país.

Supostos guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) atacaram com explosivos nesta sexta-feira (15) uma base do Exército colombiano localizada no sudoeste do país causando danos materiais em casas próximas da instalação militar, informaram fontes militares.

A ação das Farc foi contra a base militar da Força Tarefa Apolo, localizada em Miranda, no conturbado departamento do Cauca, sudoeste do país, informou o Exército em comunicado.

O comandante da Força Tarefa Apolo, coronel Wilson Cabra, disse que os guerrilheiros das Farc estavam em uma caminhonete e lançaram vários explosivos que caíram em casas próximas da base.

O prefeito de Miranda, Walter Zúñig Barona, citado pelo site do jornal "El País" de Cali, capital do departamento de Valle del Cauca, informou que em uma das casas atingidas pelos explosivos estavam dois adultos e quatro crianças, das quais, aparentemente, uma teria sido ferida por estilhaços e foi atendida no hospital desse município.

O prefeito acrescentou que a caminhonete na qual viajavam os guerrilheiros ficou destruída porque uma bomba explodiu em seu interior.

Também nesta sexta, as autoridades colombianas denunciaram uma onda de ataques das Farc contra a infraestrutura e contra um povoado na região de Putumayo, na fronteira com o Equador, que deixaram dois feridos, vazamentos de petróleo e danos em mais de 20 casas.

As Farc e o governo colombiano iniciaram há quase um ano as conversas para buscar uma saída negociada para o conflito armado interno, mas não foi estabelecido um cessar fogo.

Por enquanto, as equipes negociadoras chegaram a acordos relativos à questão da distribuição fundiária e à participação política e se preparam para discutir, a partir do dia 18 deste mês, a "solução para o problema das drogas ilícitas", o terceiro dos cinco temas que serão tratados nas conversas.

Fonte: G1