Filho de milionário alemão acusa madrasta pela morte do pai

Hans Peter Nerger, filho de Bruno Schubert, conhecido como “Rei da cerveja em Frankfurt”

Hans Peter Nerger, filho de Bruno Schubert, conhecido como ?Rei da cerveja em Frankfurt?, acusa a madrasta de ter matado o pai, de 90 anos, para herdar a fortuna dele. A belga Meharit Kifle, de 28 anos, se casou com o milionário em 2009. A união foi um escândalo na elite social da Alemanha, porque aconteceu apenas cinco meses depois da morte da primeira esposa de Schubert. Além disso, a mulher era 63 anos mais jovem e ainda tinha origem etíope.

O filho de Schubert afirma que a madrasta privou o pai de líquidos, e ele acabou morrendo desidratado. Nerger é fruto de um relacionamento extraconjugal de Schubert, em 1940. ?Se provarem que minhas suspeitas estão erradas, eu posso viver com iso. Se eu estiver certo, espero que os culpados sejam punidos?, disse Nerger em entrevista ao jornal alemão Frankfurter Neue Presse. As acusações estão sendo investigadas pela polícia de Frankfurt.

Schubert e Meharit se conheceram há cinco anos, em um almoço de gala. O milionário sempre teve fama de playboy e era conhecido pelas festas extravagantes. Logo depois do casamento, o milionário mudou o testamento e deixou a mulher como herdeira. Segundo Nerge, depois de conhecer Meharit, o pai se tornou uma pessoas mais isolada e solitária. ?Depois do casamento, Bruno ficou menos acessível de repente. Ele convidava os amigos com menos frequência. Ele também mudou suas vontades?, enfatizou o filho. Nerger chegou a contestar a sanidade do pai, depois que o milionário nomeou a mulher como diretora da fundação dele. ?Eu acho que no final da vida, meu pai foi manipulado por Meharit?, enfatizou ele.



Fonte: Extra, extra.globo.com