FMI pode oferecer US$ 35 bi para Oriente Médio e África

O FMI está em negociações sobre um pacote econômico com o Egito, que teria financiamento do fundo.

O diretor-gerente interino do Fundo Monetário Internacional (FMI), John Lipsky, disse que a instituição continuará oferecendo apoio à recuperação econômica global, com foco particular na assistência ao Oriente Médio e ao norte da África. "O fundo poderia oferecer até US$ 35 bilhões em assistência financeira para a região nos próximos anos, tomando parte do esforço internacional", disse Lipsky em nota divulgada após o encontro do G-8, em Deauville, na França.

Lipsky disse que os líderes do G-8 foram requisitados a dar apoio aos esforços para sustentar as reformas no Oriente Médio e norte da África. O FMI está em negociações sobre um pacote econômico com o Egito, que teria financiamento do fundo.

"Estamos também regularmente em contato com outras nações (do Oriente Médio e norte da África), incluindo Tunísia, e continuamos prontos para oferecer apoio a outros desafios no curto prazo, para garantir a coesão social e a estabilidade macroeconômica, assim como os esforços de transformação do médio prazo", acrescentou. As informações são da Dow Jones.

Fonte: g1, www.g1.com.br