Foto com um abraço de "gordinha" e anoréxica causa polêmica; veja

Revista critica o padrão magérrimo das meninas de passarela.


Uma polêmica envolvendo gordinhas e anoréxicas estampou a revista americana Plus Model. Na capa, a modelo russa Katya Zharkova abraça uma modelo anônima visivelmente abaixo do peso.

O contraste é acentuado pelo teor da reportagem, que além de criticar o padrão magérrimo das meninas de passarela, diz que estas jovens criaram um IMC próprio, o IMC da anorexia (IMC é o índice de massa corpórea, calculado pelo peso divido pela altura ao quadrado).

A justificativa vem logo em seguida: em um passado não muito distante (cerca de 30 anos atrás) as modelos de passarela pesavam 8% menos que a média da população feminina. Hoje em dia, são cerca de 23% mais magras.

Os leitores, no entanto, atacaram não apenas o padrão de beleza anoréxico, mas também a moda das gordinhas. Segundo parte deles, assim como privilegiar as modelos de IMC 14 (o normal é entre 18,5 e 25) é um problema, militar do outro lado é um erro grave.

“As modelos obesas são uma resposta a isso tudo, mas não devem ser o padrão”, escreveu uma leitora, inconformada.

Fonte: Revista Época