França muda lei e terá policiais baixinhos

Ministério do Trabalho elimina restrições de aptidão física para tentar "abrir administração pública a todos os franceses".

A França eliminou requerimentos legais que exigiam aos policiais, entre outros atributos, uma altura mínima de 1,60 m.

O ministro francês do Trabalho, Eric Woerth, assinou a reforma dos critérios de aptidão física para a entrada no serviço público como uma maneira de "abrir a administração a todos os franceses, sem exceção".

No caso de policiais, as regras anteriores exigiam que os oficiais tivessem capacidade de fazer "uso total dos membros superiores e inferiores" e possuíssem clareza suficiente na fala para permitir a "compreensão normal" do que dizem.

Além disso, carcereiros precisavam de "um índice de massa corporal (que mede a relação entre o peso e a altura) compatível com as suas funções".

Todos esses requerimentos foram abolidos com a reforma. Ficam valendo apenas as "condições unicamente relativas ao exercício do serviço", como a aptidão para o porte e uso de armas de fogo.

"Os médicos deverão avaliar a aptidão física dos candidatos de forma individual e concreta, em função da atividade que eles serão chamados a exercer, e não mais segundo os critérios precedentes, que não têm mais sentido existir", disse um comunicado do Ministério.

O ministro Eric Woerth lembrou que, como parte de sua iniciativa, uma lei aprovada no ano passado suprimiu os limites de idade para passar em concursos públicos no país.

Fonte: g1, www.g1.com.br