Francesa enterra irmão e descobre sepultura do filho

Francesa enterra irmão e descobre sepultura do filho

Josiane acompanhava enterro do irmão quando descobriu lápide do filho

Uma francesa descobriu que seu filho de 42 anos tinha sido enterrado no mesmo cemitério em que ela acompanhava o enterro de seu irmão, para cujo funeral tentara convidar o filho, divulgou um jornal na sexta-feira. A família estava saindo do cemitério nas proximidades de Lille, 220 km ao norte de Paris, na quarta-feira, quando um de seus membros observou uma lápide temporária de madeira com o nome e a data de nascimento do filho, em uma área do cemitério reservada para indigentes.

"Todos começaram a gritar", contou ao jornal La Voix du Nord o pai do morto, Elie Langlet. "Josiane (a mãe) desabou. Ela vai enterrar o irmão e encontra seu filho na sepultura ao lado. É uma coisa terrível." A Câmara local confirmou que o filho de Josiane, Olivier, ele próprio pai de uma criança, morrera em 5 de julho de causas naturais.

Josiane Vermeersch disse que tentou contatar seu filho alguns dias antes para convidá-lo para o enterro de seu tio, mas que não conseguiu falar com ele e pensou que ele a estava evitando, depois de os dois terem se desentendido. "Alguém não fez seu trabalho", disse ela ao canal de notícias I-Tele. "Exijo uma explicação." Ela disse que é inacreditável que, em uma era de tecnologia moderna, ninguém tenha tentado contatar a família.

Citando a funerária que enterrou Olivier, o jornal disse que não é incomum que as famílias de mortos não sejam avisados, quando não é encontrado um endereço de contato imediato. As leis francesas exigem que o enterro seja realizado em até seis dias após a morte.

Fonte: Terra, www.terra.com.br