"Frio anormal" faz temperatura despencar a -34º na Rússia

A queda de temperatura é causada pela chegada de uma frente fria do Ártico através do mar de Kara

Um termômetro localizado na cidade siberiana de Novosibirsk, a cerca de 2.800 km ao leste de Moscou, na Rússia, marcava -34º C nesta quarta-feira (1º).

Segundo o Ministério russo de Situações de Emergência, um "frio anormal" atingiria o país com temperaturas de -30º C em várias regiões, principalmente na zona central do país, entre os dias 30 de janeiro e 3 de fevereiro.

A queda de temperatura é causada pela chegada de uma frente fria do Ártico através do mar de Kara, informou o ministério.

Ainda de acordo com o órgão, a possibilidade de interrupção das linhas de transmissão de energia elétrica não foi descartada, assim como incêndios em casas de aldeias aquecidas por fogareiros.

Mortes na Europa

O frio intenso atinge países do leste europeu, onde provocou pelo menos 60 mortes, principalmente entre moradores de rua na Polônia e na Ucrânia.

Na Polônia, desde o fim de semana, pelo menos 15 pessoas morreram por hipotermia, cinco delas nas últimas 24 horas, com temperaturas chegando aos 20 graus negativos em regiões orientais do país.

A Organização Meteorológica Mundial (OMM), com sede em Genebra, na Suíça, informou na terça-feira (31) que espera uma redução de temperatura para até -14º C em Frankfurt, na Alemanha, -12º C em Budapeste, na Hungria, -15º C em Estocolmo, na Suécia, e -22º C em São Petersburgo, na Rússia. Na Suíça, a sensação térmica era de -25º a -40º C na região montanhosa do país.

Segundo a organização, as temperaturas irão descer fortemente até o fim da semana devido à alta pressão atmosférica que vem do norte da Rússia e que está se movimentando na direção da Europa Central e da Europa Ocidental.

















Fonte: G1