Gays brincam de gato e rato em manifestação

Gays brincam de gato e rato em manifestação

Parada Gay é proibida no país há cinco anos pelo prefeito que considera

Cerca de 30 militantes homossexuais russos e estrangeiros organizaram neste sábado (29) uma pequena "Parada Gay" no centro de Moscou, depois de passar a manhã brincando de gato e rato com a polícia, que proibiu a manifestação.

O ato, que transcorreu de maneira rápida nas principais ruas da capital russa, durou menos de cinco minutos, pois os militantes fizeram de tudo para evitar violências e prisões. Depois de percorrer algumas centenas de metros, eles se dispersaram rapidamente.

A Parada Gay foi proibida pelo quinto ano consecutivo pelas autoridades, dirigidas pelo prefeito Yuri Lujkov, que classifica esta manifestação de "obra de Satã". Ao contrário dos outros anos, desta vez ninguém foi preso, pois a polícia chegou dez minutos depois do evento.

Fonte: R7, www.r7.com