Grávida nega tratar seu câncer para ser mãe e morre logo após dar à luz

Mulher não pôde passar por ressonância para analisar crescimento do tumor

Uma mulher de Nova Iorque, que optou por continuar sua gravidez depois de descobrir um tumor, morreu poucos dias depois de dar à luz uma menina saudável. Elizabeth Joice, de 36 anos, teve sua história compartilhada pelo marido que contou que ela abandonou tudo para realizar o desejo de se tornar mãe, mesmo que fosse por pouco tempo.


Gr疱ida renuncia a tratamento contra c穗cer para realizar sonho de ser m綟 e morre dias depois de dar  luz

Nascida em Montclair, Nova Jersey, Liz - como era conhecida ? descobriu o tumor em setembro de 2010. Ela passou por sessões de quimioterapia, e foi declarada livre do câncer. Mesmo sendo aconselhada a não ter filhos, ela tinha um grande desejo, e foi atrás do sonho.

A mulher acabou engravidando, apesar de ser algo que contrariava os médicos. Mas um mês depois descobriu que o tumor tinha voltado. Os médicos removeram o tumor com uma nova cirurgia, mas pelo fato de estar grávida, Liz não poderia passar por exames de ressonância magnética do corpo inteiro, e assim seu oncologista não conseguiria verificar se o câncer estava crescendo.

Liz acabou sofrendo com o crescimento do tumor, que passou do pulmão para o coração e o abdômen. Ela conseguiu dar à luz seu bebê, chamada Lily, e 5 dias depois foi para casa. Mas por estar doente, teve que voltar para o hospital para se tratar. Apesar da luta, já era tarde. Liz morreu no dia 9 de março, deixando uma filha saudável no mundo.

Fonte: Daily Mail