Gregos insultam e jogam ovos em muçulmanos. Confira!

A Grécia, que se tornou o principal portão de entrada para a União Europeia, tem uma comunidade muçulmana em expansão.



Dezenas de ativistas de extrema direita e moradores atiraram ovos e insultaram milhares de imigrantes muçulmanos enquanto eles se reuniam para rezar nesta terça-feira na praça central do Eid al-Adha, cercada por um cordão de isolamento da polícia.

A Grécia, que se tornou o principal portão de entrada para a União Europeia, tem uma comunidade muçulmana em expansão e as tensões entre a população local e os imigrantes vem aumentando em algumas regiões de Atenas, como na praça Attiki, local do incidente desta terça-feira.

Os muçulmanos de Atenas não têm uma mesquita oficial e as orações são geralmente realizadas em centros culturais, salões sociais ou apartamentos privados na cidade. A comunidade muçulmana na Grécia é estimada em cerca de 1 milhão de pessoas, em um país onde a maioria é cristã ortodoxa.

Enquanto os muçulmanos rezavam, alguns moradores da área gritaram palavras obscenas de suas sacadas e agitaram bandeiras gregas. Folhetos retratando porcos - animal que os muçulmanos consideram ser impuro - foram espalhados pela praça.

"Existe uma mesquita (não-oficial) perto daqui, mas temos medo de ir até lá", disse um imigrante de 30 anos, de Bangladesh. "Às vezes os gregos do bairro ameaçam nos matar."

Margarita Vassilatou, 56 anos, vive na praça há mais de 35 anos e disse que queria deixar o local por causa dos imigrantes:

"Isso não é vida... Temos medo deles. Muitos são criminosos. Eles carregam facas e contrabandeiam drogas."

Em outra praça, numa região mais central da cidade, em frente à universidade de Atenas, cerca de 2 mil muçulmanos rezavam em paz diante da universidade neoclássica e de antigas estátuas gregas.

No passado, medidas para construir uma mesquita na capital tiveram oposição dos moradores e de alguns padres da igreja ortodoxa grega.

No entanto, o atual arcebispo apoia a construção de uma mesquita e o governo socialista separou um terreno próximo ao centro da cidade, mas a construção ainda não começou.

As únicas mesquitas na Grécia estão na região nordeste de Xanthi próximo à fronteira com a Turquia, onde vive uma grande minoria muçulmana.

Fonte: Terra