Guerra civil matou 50 mil na Líbia desde fevereiro, diz rebelde

Conselho deu ultimato para que aliados de Kadhafi deponham armas

Cerca de 50 mil pessoas foram mortas desde o início da rebelião anti-Muammar Kadhafi na Líbia em meadosde fevereiro, disse nesta terça-feira (30) um chefe militar do comando rebelde que governa interinamente o país.

"Cerca de 50 mil pessoas foram mortas desde o começo da rebelião", disse o coronel Hisham Buhagiar, chefe das tropas que tomaram Trípoli na semana passada.



"Em Misrata e Zlitan, entre 15 mil e 17 mil foram mortos, e Jebel Nafusa (as Montanhas do Oste) teve muitas mortes. Nós libertamos 28 mil prisioneiros. Nós acreditamos que todos os desaparecidos estão mortos", disse à Reuters.

"Também tem Ajdabiyah, Brega. Muitas pessoas foram mortas lá também", disse ele, referindo-se a cidades no leste da Líbia, que também foram palco de confrontos. Os números incluem os que foram mortos em confrontos entre tropas de Kadhafi e seus inimigos, além daqueles que desapareceram nos últimos seis meses, explicou o coronel.

Os rebeldes continuavam nesta terça combatendo os últimos bastiões do regime e deram um ultimato para que os aliados de Kadhafi se entreguem até sábado.

Fonte: G1