Herdeiro da Tetra Pak admite ter posto pó desodorante para esconder corpo da esposa

Herdeiro da Tetra Pak admite ter posto pó desodorante para esconder corpo da esposa

O corpo da mulher foi escondido por dois meses.

Hans Kristian Rausing, bilionário herdeiro da empresa Tetra Pak, admitiu ter mantido o corpo da mulher, Eva Rausing, encontrada morta no início de julho, em sacos plásticos por quase dois meses na residência do casal por ?não querer que ela se fosse?.

Durante a audiência do caso, Rausing admitiu que espirrou um ?pó desodorizante? nos sacos que continham o cadáver da mulher, já em estado avançado de decomposição.

Em conversa com um psiquiatra, Rausing afirmou que manteve o cadáver da mulher em casa pois não queria que ela o deixasse.

Segundo o jornal britânico The Sun, o juiz responsável pelo caso, Richard McGregor-Johnson, disse que Rausing e a mulher ?destruíram? a vida ao voltarem a usar drogas.

? Se houver uma ilustração dos efeitos totalmente destrutivos de abuso de drogas, é o caso de vocês. Você e sua esposa tinham todas as vantagens materiais imagináveis e, por um tempo, uma vida familiar feliz. Sua recaída no uso indevido de drogas, juntamente com a de sua esposa, destruiu tudo isso .

Rausing, por sua vez, disse que ?entende? que sua mulher está morta.

? Estou ciente de que ela morreu e estou devastado, especialmente pelos meus filhos. Eu não me recordo do que aconteceu antes, nem depois da morte de Eva. Mas posso garantir que nunca quis machucá-la.

O herdeiro da Tetra Pak recebeu uma pena de dois anos em uma clínica de reabilitação e o juiz suspendeu a pena de dois anos pela direção sob efeito de substâncias químicas.

Fonte: R7, www.r7.com