Homem compra sofá "venenoso" e fica com queimaduras pelo corpo

Homem compra sofá "venenoso" e fica com queimaduras pelo corpo

Em contato com o seu médico, ele afirmou que "todo o corpo parece que está pegando fogo".

William Harrington, 56 anos, ficou encantado com a sua nova poltrona de couro reclinável, mas não tinha ideia que ela era de um lote altamente venenoso de móveis vendidos pela Argos que ia lhe provocar problemas de saúde, como feridas e queimaduras pelo corpo, de acordo com informações do Daily Mail publicadas nesta terça-feira.

Os móveis produzidos em 2010 foram recolhidos pela Argos e ela e outras 13 empresas que vendiam os produtos de couro tiveram que pagar uma indenização de 20 milhões de libras (cerca de R$ 60 milhões) para os clientes que sofreram os ferimentos. Harrington comprou o sofá pelo site de vendas eBay e a Argos está investigando se o vendedor já havia recebido indenização e conscientemente revendido o sofá tóxico. O homem sofreu com feridas dolorosas e uma erupção cutânea em todo o corpo por dois anos, mas não tinha ideia do que tinha causado o problema.

Em contato com o seu médico, ele afirmou que "todo o corpo parece que está pegando fogo". O diagnóstico afirmou que ele tinha entrado em contato com uma substância tóxica perigosa. Ele afirmou ainda que os últimos dois anos da sua vida foram "absolutamente horríveis". "Eu não posso colocar em palavras o que eu já passei", contou. Representantes da Argo afirmaram ao jornal britânico que vão entrar em contato com Harrington para verificar mais informações sobre a venda.

Fonte: O Fuxico