Homem é condenado após matar mulher e esconder corpo em mala

A vítima teve sua garganta cortada pelo assassino.

Um libanês de 42 anos foi condenado nesta semana na Grã-Bretanha pelo assassinato de uma mulher cujo corpo foi encontrado em uma mala dentro do estacionamento do aeroporto internacional de Heathrow, em Londres.

Durante o julgamento, foram divulgadas imagens de câmeras de segurança que mostraram que Youseff Wahid viajou em um trem com a mala contendo o corpo de sua vítima desde o centro de Londres até o aeroporto antes de abandoná-la no estacionamento.

Wahid teria atacado a canadense Fatima Kama, 28 anos, quando ela estava hospedada no apartamento do irmão dele em Londres, em 1999. Ele fugiu inicialmente para o Líbano e foi finalmente localizado e preso no Bahrein, de onde foi extraditado para a Grã-Bretanha no ano passado.

Garganta cortada

Kama, que ficaria uma semana em Londres, foi repetidamente esfaqueada e teve sua garganta cortada pelo assassino, que depois colocou o corpo dentro de uma mala e seguiu para o aeroporto.

As imagens mostradas durante o julgamento mostram Wahid carregando uma mala pesada no trem do centro a Heathrow. No dia seguinte ao crime, ele cortou seu bigode e fugiu para Beirute, de onde não podia ser extraditado à Grã-Bretanha, mas acabou preso no Bahrein.

Exames de DNA realizados no corpo e em manchas de sangue encontrados no carpete do apartamento do irmão de Wahid reforçaram a ligação entre ele e o crime. Ele deverá ser sentenciado apenas em outubro. Segundo o juiz do caso, a pena poderá chegar a 30 anos de prisão.

Fonte: Terra