Homem é preso por querer detonar uma bomba em Nova York

Homem é preso por querer detonar uma bomba em Nova York

De acordo com documentos da corte, o suspeito é José Pimentel, 27 anos, de origem dominicana, e foi preso no sábado (19).

Um homem foi preso por ser suspeito de construir e planejar a detonação de uma bomba em Nova York, afirmou na noite deste domingo (20) o prefeito de Nova York, Michael Bloomberg.

Além de Bloomberg, o anúncio da prisão foi feito por Cyrus R. Vance Jr., promotor de Manhattan, e pelo chefe do Departamento de Polícia de Nova York, Raymond W. Kelly, em entrevista coletiva concedida na prefeitura.

De acordo com documentos da corte, o suspeito é José Pimentel, 27 anos, de origem dominicana, e foi preso no sábado (19). Segundo as autoridades, o homem se converteu ao Islã, mas era um "lobo solitário", ou seja, embora fosse simpatizante da al-Qaeda ele agia sozinho e não era ligado a nenhuma célula de terrorismo.

O promotor de Manhattan, Cyrus Vance, apresentou formalmente duas acusações contra Pimentel: conspiração para fabricar uma bomba com fins terroristas e posse de armas para cometer atentado.



O comissário de polícia Raymond Kelly disse que Pimentel seguia o clérigo radical Anwar al-Awlaqi, morto em um ataque dos Estados Unidos este ano. "Ele falou em mudar seu nome para Osama Hussein, para homenagear seus heróis, Osama bin Laden e Saddam Hussein," disse Kelly. Durante a entrevista, o prefeito mostrou a força da bomba construída por Pimentel ao exibir imagens do artefato sendo detonado pela polícia americana em um carro.

Pimentel teria aprendido a construir uma bomba caseira pela revista online da al-Qaeda, a "Inspire", e planejava ter como alvo dos ataques agências dos correios, militares americanos que retornaram de outros países, além de postos e escritórios da polícia.

Fonte: G1