Homem mata jovem ao saber que ela era apaixonada por animais

Um jovem de 22 anos matou Nona Belomesoff, de 18 anos, após saber que ela era apaixonada por animais.

Um australiano de 22 anos foi condenado nesta sexta-feira a 27 anos de prisão pelo assassinato, em maio de 2010, de uma jovem que conheceu na rede social Facebook, enganando a vítima com o que sabia sobre ela a partir das informações publicadas em sua página pessoal.


Homem mata jovem ao saber que ela era apaixonada por animais

Christopher Dannevig admitiu que matou Nona Belomesoff, uma jovem de 18 anos com quem entrou em contato com um pseudônimo. Ao tomar conhecimento de sua paixão por animais, o criminoso, que alegava trabalhar para uma organização de proteção da fauna, fez a jovem acreditar que poderia conseguir um emprego e a convenceu a viajar com ele por alguns dias a uma reserva ao sul de Sydney.

Nona Belomesoff acreditou que a viagem era uma espécie de campo de treinamento para a vida selvagem. Como ela não voltou para casa, a família da jovem alertou a polícia. Dois dias depois, Christopher Dannevig levou os investigadores ao local em que estava o corpo da vítima.

O juiz Peter Hall disse que Christopher Dannevig cometeu um "crime odioso, desenvolvendo uma estratégia de engano e mentira" para entrar em contato com Nona Belomesoff, atraindo a jovem ao local do assassinato. Dannevig confessou que matou a jovem ao afogá-la em um riacho.

Fonte: Band